Follow by Email

Total de visualizações de página

sábado, 12 de junho de 2010

Homenagem ao mestre Paulo Cesar Pinheiro




HOMENAGEM AO MESTRE PAULO CÉSAR PINHEIRO



Em outubro de 2006, fui convidado para integrar a equipe do espetáculo BESOURO CORDÃO DE OURO, de autoria de Paulo Cesar Pinheiro.
Porém só vim conhecer este grande mestre pessoalmente, alguns dias após a nossa estréia, quando ele foi assistir pela primeira vez o espetáculo no CCBB-RJ.
Era dia 21 de dezembro, dia do meu aniversário e eu não poderia receber presente melhor do que conhecer este grande ser humano e poeta. Do teatro seguimos rumo ao restaurante LAMAS no Flamengo e de lá pra cá tenho tido a oportunidade de conviver um pouco mais de perto com "Paulinho Pinheiro".
Tantas já foram as homenagens que ele fez ao Brasil, à nossa cultura, à figuras importantes, a lugares e etc. Então trago aqui um poema de minha autoria, humilde e pequena retribuição ao poeta maior do Brasil:

Martelo para Paulo César Pinheiro
Autor: Victor Alvim “Lobisomem”

Do Pinheiro se tem boa madeira
O fruto do Pinheiro é a poesia
Lado a lado com a flor da melodia
Galhos fortes da prosa brasileira
Suas folhas são versos de primeira
As raízes profundas e ancestrais
Nutridas das riquezas culturais
Que o Brasil tem de sobra em seu chão
O Pinheiro alimenta esse torrão
Cada vez se fortalecendo mais

O Pinheiro é o poeta pescador
É aquele que pesca pelo ar
A poesia em tudo que é lugar
Nesta arte é mestre, é doutor
César um soberano imperador
Imperando nas letras e nos versos
Que são súditos livres e dispersos
Mas leais e fiéis a todo instante
Paulo é da poesia um gigante
Que navega por vários universos

Paulo é um pequenino agigantado
Tratado com respeito e carinho
E assim é chamado de Paulinho
No samba, capoeira e no congado
No futuro, presente e no passado
Ele é Paulo, é César, é Pinheiro
É Paulinho o poeta mandingueiro
Que com versos faz a sua magia
Feiticeiro maior da poesia
É orgulho do povo brasileiro